Casa de Casimiro de Abreu
Casa de Casimiro de Abreu

O imóvel, localizado na Praça das Primaveras, em Barra de São João, era a residência da família e local de trabalho do pai do poeta, comerciante de madeiras. A casa de um pavimento, construção do período colonial, tem um salão e quatro salas laterais. Passou por obras de recuperação, de 1964 a 1972, com verbas do Governo do Estado e supervisão do IPHAN. Em 2008, foi totalmente restaurada pela, Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

No quintal, às margens do Rio São João, há duas estátuas de Casimiro, assinadas por Christina Motta. Uma do jovem poeta, sentado à beira do rio, com o olhar ao horizonte. A outra dele aos oito anos, sintetizando a imagem de seu mais famoso poema, Meus Oito Anos: “Oh! Que saudades que eu tenho/ da aurora da minha vida/ da minha infância querida/ que os anos não trazem mais…”

O museu é dividido em duas salas de exposições. Uma abriga mostras temporárias de artistas da região, como Mudinho da Praia Rasa e Chico Tabibuia. E a outra mantém uma exposição permanente sobre o poeta, com curadoria da Stella Kaz. Este espaço pertence à FUNARJ / Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro, vinculada à Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

 

A Exposição Permanente

A história de vida de Casimiro de Abreu é contada através de textos cronológicos, a partir de documentação reproduzida do acervo da Biblioteca Nacional e da Academia Brasileira de Letras. Nas paredes, há fragmentos de poemas de Casimiro e a reprodução de pinturas e aquarelas da época, de coleções públicas e privadas.

Além disso, é possível assistir ao filme “Brasilianas, Meus Oito anos”, de Humberto Mauro, 1955. E, ainda, ouvir o áudio-livro 4 Séculos de Poesias do Brasil”, em que ator Paulo Autran recita poesias, incluindo o poema, “Meus Oito Anos”.

Histórico

O acervo da exposição possui poucos pertences pessoais do poeta, uma vez que grande parte foi queimada, como se fazia na época nos casos de morte por tuberculose.

Encontra-se na casa algumas peças de mobiliário, a terceira edição do livro As Primaveras (Livraria Chadron de Lelli Irmãos, Editores, 1909) e uma pomba de bronze que por um tempo ornou o túmulo de Casimiro de Abreu.

A Casa Casimiro de Abreu é referência cultural da região e ponto turístico de Barra de São João, distrito do município de Casimiro de Abreu. Antes de ser um museu, a casa já foi sede do governo municipal.

Informações

CONTATO:

Tel: (22) 2771 1562

Horários
De segunda a sexta, das 8h às 17h
Sábados e domingos, das 9h às 17h

Endereço

https://www.google.com/maps?ll=-22.589753,-41.993949&z=16&t=h&hl=pt-BR&gl=BR&mapclient=embed&cid=949554249735510412