TEATROS

TEATRO JOÃO CAETANO

TEATRO VILLA-LOBOS

TEATRO LAURA ALVIM / CCLA

TEATRO VILLA-LOBOS / SALA ARNALDO NISKIER

ESPAÇO ROGÉRIO CARDOSO / CCLA

TEATRO ARMANDO GONZAGA

TEATRO GLAUCIO GILL

TEATRO ARTHUR AZEVEDO

 

MUSEUS

MUSEU ANTÔNIO PARREIRAS

MUSEU DO PRIMEIRO REINADO

MUSEU CARMEN MIRANDA

MUSEU DE HISTÓRIA ARTES - INGÁ

CASAS DE CULTURA

CASA DE CULTURA LAURA ALVIM

CASA DE EUCLIDES DA CUNHA

CASA DE OLIVEIRA VIANNA

SALA DE CONCERTO

ESCOLA DE MÚSICA

SALA CECÍLIA MEIRELES

ESCOLA DE MÚSICA VILLA-LOBOS

 

 


 

 

Teatro João Caetano

  TEATRO JOÃO CAETANO                                                    

  Praça Tiradentes, s/nº - Centro - Tel.: (21) 2332-9166  

 

 

·  QUANDO A GENTE AMA - Teatro musical

Período: 10/ABR a 04/MAI - 5ªfeira a Sáb., às 20h e Dom., às 19h  (Não haverá espetáculo no dia 27 de abril)

Autoria: João Batista

Direção: João Batista

Elenco: Cris Vianna, David Junior, Édio Nunes, Jéssica Moraes, Milton Filho, Patrícia Costa, Vilma Melo e Wladimir Pinheiro

Sinopse: Tudo começa com uma grande roda de samba. Nela, estão presentes personagens, protagonistas de diferentes histórias de amor. Sempre tendo como inspiração e ponto de partida (ou chegada) as belas letras e melodias dos sambas românticos do compositor Arlindo Cruz, as histórias vão sendeo contadas e/ou vividas no centro da roda. A estrutura é composta por várias histórias curtas, mas com uma unidade estabelecida pelo tema - o amor – e pelas belas canções de Arlindo. Histórias comuns de homens e mulheres comuns, e que justamente 
por isso, mostram-se cheias de humanidade, reveladoras dos dramas e comédias que compõem seu cotidiano, Uma mulher que chega para tirar satisfações com o marido que a abandonou; um casal que, depois de muito sofrimento, se reconcilia por chegar á conclusão de que um não vive sem o outro; um homem que se embebeda ao ver sua “ex” se divertindo, feliz como nunca; uma mulher que exige do seu homem que escolha entre ela e o samba; um homem que pela primeira vez se depara com sua “ex” em outra companhia; um malandro disputado por duas mulheres apaixonadas...... A cada momento, uma história ganha o centro da roda. Assim, forma-se um painel composto por paixões, traições, sofrimento, felicidade, alegria, prazer.... E sempre ao som de canções de Arlindo Cruz. Afinasl, quantos amores não surgiram nos muitos pagodes e rodas de samba ao som de canções como o SHOW TEM QUE CONTINUAR, AINDA É TEMPO PARA SER FELIZ, O QUE É O AMOR, e tantas outras? Quantos fins de relacionamentos não podem ser retratados tendo como tema canções como CASAL SEM VERGONHA ou CHEGAMOS AO FIM? Muitas histórias.... E muitos sucessos. Uma estrutura dinâmica, que prpõe uma nova formula em termos de musical, e quem homenageia um dos grandes nomes do mais importante gênero musical brasileiro, não usando um tom biográfico, e sim mostrando o quanto sua obra está presente no dia a dia do povo que tanto admira sua obra. Ao final, os personagens das diferentes histórias apresentadas cantam juntos a canção cujos versos dão nome ao espetáculo: (....) “Quando a gente ama, brilha mais que o sol / é muita luz, é emoção, o amor / Quando a gente ama, é o ciarão do luar / Que vem pra iluminar / O nosso amor”.

Classificação etária: 14 anos  -  Duração: 1h30min

Ingressos: Plateia e B. Nobre: R$ 50,00 / R$ 25,00 (meia)  -  B. Simples: R$ 30,00 / R$ 15,00 (meia) 

                Plateia e B. Nobre: R$ 60,00 / R$ 30,00 (meia)  -  B. Simples: R$ 40,00 / R$ 20,00 (meia) Apenas nos dias 10/04 e 04/05 - Arlindo Cruz

 

 


 

 

  TEATRO VILLA-LOBOS                                                                    

  Av. Princesa Isabel, 440 - Copacabana - Tel.: (21) 2334-7153

  (21) 2334-7154 e 2334-7155                                               

 

 

 

SALA ARNALDO NISKIER / TEATRO VILLA-LOBOS 

 

 


 

  TEATRO LAURA ALVIM / CASA DE CULTURA LAURA ALVIM                      

  Av. Vieira Souto, 176 - Ipanema - Tel.: (21) 2332-2016 (recepção) e 2332-2015 (teatro)   

 

 

 

 

·  COMO É CRUEL VIVER ASSIM - Teatro

Período:10/ABR a 08/JUN - 5ªfeira a Sáb., às 21h e Dom., às 20h

Autoria: Fernando Ceylão

Direção: Guilherme Piva

Elenco: Marcelo Vale, Letícia Isnard, Inez Viana e Álamo Facó

Sinopse: Para Fernando Ceylão, “no Brasil não basta matar um leão por dia. Há de se criar um leão para, então, matá-lo”. Quatro fracassados se reúnem para planejar um sequestro: Vladimir (Marcelo Valle), homem de meia-idade, cuja maior preocupação não é a falta de perspectiva, mas a ausência do reconhecimento alheio, é casado com Clívia (Letícia Isnard), companheira fiel, herdeira de uma lavanderia que sustenta o casal; melhor amigo de Vladimir, Primo (Álamo Facó) é submisso e dependente, a única pessoa que o faz se sentir superior a alguém; e Regina (Inez Viana), amiga de Clívia, que tem a brilhante ideia de sequestrar um ex-patrão milionário e que precisa de três comparsas para colocar a ideia em prática. Quatro arquétipos de frustração e um plano funesto em mente trazem à cena ‘Como é cruel viver assim’, comédia dramática de Ceylão, dirigida por Guilherme Piva, que estreia dia 18 de abril no Teatro Laura Alvim. A peça fala de ‘loosers’ que querem o respeito e o reconhecimento rápidos, não importando os meios que utilizam para isso. Acredito que muita gente hoje em dia se encontra em situação parecida, diante da necessidade de realizar algo independente das próprias vontades. Existe uma pressão para que se seja bem-sucedido – contextualiza o diretor. Escrito em várias etapas, o texto não foi pensado inicialmente para o palco. “Quando comecei, nem computador tinha, escrevi à mão na época da escola. Parecia muito mais o roteiro de um filme de ação. Anos depois, o reescrevi e começou a tomar uma forma teatral, com menos cenas e poucos ambientes”. Ceylão lembra também que a ideia da trama surgiu enquanto assistia a um culto evangélico: “Fui por pura curiosidade, queria saber como era aquela igreja que alugava o cinema que eu frequentava. A ideia veio toda nessa situação, mas não sei dizer até que ponto foi uma influência”. A angústia comum aos personagens não surge do fato de participarem de um sequestro, mas da sensação de que o Brasil não é uma terra de oportunidades. “Eles vivem numa situação de paraquedismo, caindo em situações muito distantes do sonho inicial. Eles poderiam estar fazendo qualquer outra coisa, a questão ali gira em torno de realizar um desejo num lugar tão hostil”, conclui o autor. A ideia da montagem surgiu cinco anos atrás, quando Piva apresentou o texto para Marcelo Valle, que não só gostou muito do que leu, como decidiu produzir o espetáculo. “Piva e eu começamos juntos na mesma peça, ‘O Ateneu’, em 86, e nunca mais trabalhamos juntos. Quando ele me apresentou este texto do Ceylão, não tive dúvida e o convidei para dirigir”. Para Marcelo, a ação principal da peça é movida pelo desejo do seu personagem (Vladimir) de provar que é capaz de realizar algo relevante: “Isto é vital para ele. Na verdade, ‘Como é cruel…’  alimenta-se da humanidade dos seus personagens, da falta que os mobiliza, do vazio que há entre eles”. Numa perspectiva que transita entre a comédia, o drama e o absurdo, Piva optou por uma abordagem que denomina ‘verdade comentada’. Nela, os atores interpretam opções não convencionais com verossimilhança, e as emoções exacerbadas tornam risíveis as situações dramáticas.“Trabalho com uma dualidade: as interpretações não são totalmente realistas, mas a verdade dos personagens é. E o que mais me instigou foi estabelecer uma junção desta temática com um estilo de dramaturgia pop, que remete a séries americanas como ‘Breaking Bad’ e a aos filmes do Tarantino’, finaliza.A cenografia da premiada Aurora dos Campos também se insere na dicotomia entre o realismo e a realidade comentada. O espaço cênico se desdobra em três ambientes: a lavanderia, a casa e o cativeiro, funcionando ora como cada um em si, ora como um híbrido entre eles. Completam a ficha técnica Maneco Quinderé (iluminação), Antonio Medeiros e Tatiana Rodrigues (figurinos) e Marcia Rubim (direção de movimento).  A produção é de Marcelo Valle e Fábrica Teatral

Classificação etária: Livre  -  Duração: 90 min

Ingressos: R$ 60,00 / R$ 30,00 (meia)

 

 


 

ESPAÇO ROGÉRIO CARDOSO / CASA DE CULTURA LAURA ALVIM   

 

 

·  MÚSICA NO MUSEU - Música clássica

Período:28/ABR, 26/MAI, 30/JUN, 28/JUL, 25/AGO, 29/SET, 27/OUT e 24/NOV  29 DE DEZEMBRO - 2ªfeiras, às 18h

Sinopse: Concertos gratuitos preferencialmente de Música Clássica e, eventualmente, MPB. Vocal e Instrumental

Classificação etária: livre  -  Duração: 60 min

Entrada franca

 

 


 

 

  TEATRO GLAUCIO GILL                                         

  Praça Cardeal Arcoverde - s/nº - Copacabana

  Tels.: (21) 2332-7904 (bilheteria) e 2332-7970 (administração)

 

 

CAFÉ DO TEATRO GLAUCIO GILL

 

 

 


 

 

  TEATRO ARMANDO GONZAGA                                          

  AV. General Cordeiro de Faria, 511 - Marechal Hermes

  Tels.: 2332-1040                                                   

 

 

 


 

  TEATRO ARTHUR AZEVEDO                                                 

  Rua Victor Alves, 454 - Campo Grande - Tel.: 2332-7516  

 

 

·  MOV MENTE - PERFORMANCE - Dança

Período: 09, 10, 16, 17, 23, 24 e 30/ABR - 4ª e 5ªfeiras, às 21h

Direção: Sara Bel

Elenco: Juh Galdino

Sinopse: MOV MENTE – PERFORMANCE retrata em movimentos coreográficos a história de uma mulher obcecada pela dança e suas inovações. E como um ritual a mesma se permite ser vários dançarinos ao mesmo tempo.

Classificação etária: Livre  -  Duração: 50 min

Ingressos: R$ 15,00 / R$ 7,50 (meia)

 

 

·  A GALINHA PINTADINHA NUM MUSICAL COM A CIGARRA E A FORMIGA - Teatro infantil

Período: 12, 13, 19, 20, 26 e 27/ABR - Sáb. e Dom., às 17h

Autoria: Will Gama

Direção: Beto Moreno

Elenco: Ana Mariano, Daniel Policarpo, Rafael Monteiro e Yuri Rodrigues

Sinopse: A Galinha Pintadinha e O Galo Carijó num musical com a Cigarra e a Formiga. Baseado no clássico de La Fontaine mostra qual a verdadeira importância da amizade e solidariedade. Na adaptação Bentinho é uma formiguinha que adora estudar, correto e solidário com os seus amigos. Porém Tião é uma Cigarra pra Lá de preguiçosa. Leva a vida “na flauta”. A Dona Aranha testando a solidariedade d Cigarra rouba os ovinhos da Galinha Pintadinha que fica muito triste ao lado do Galo Carijó. Bentinho convence a Cigarra que para ajudar a salvar os ovos da Galinha precisam atravessar o pântano, onde encontram e enfrentam a Dona Aranha pra lá de engraçada, que testa também a inteligência da Cigarra que não gosta de ir para escola e não obedece aos pais. O espetáculo então mostra o quanto é importante para as crianças e estudo e a solidariedade.

Classificação etária: Livre  -  Duração: 50 min

Ingressos: R$ 20,00 / R$ 10,00 (meia)

 

 

·  SURTO - Teatro

Período: 25, 26 e 27/ABR - 6ª e Sáb., às 21h e Dom., às 20h

Autoria: Os Surtados

Direção: Os Surtados

Elenco: Renato Bavier, Rodrigo Fagundes e Wendell Bendelack

Sinopse: Quatro atores cansados do fracasso da vida com um, da manipulação da mídia, de bundas, peitos, de situações que viram refereência de um mundo de cabeça para baixo resolveram dar um giro de 360º em suas vidas, parar no mesmo lugar e tirar sarro dessa realidade SURTO é um espetáculo que reúne esquetes que prezam pela demência de seus personagens. Personagens que a cada minuto encontramos, esbarramos na rua, assistimos na televisão, vivem conosco em nossas casas. SURTO é nada mais que isso. Perceber o absurdo da vida pelo simples prisma do humor.

Classificação etária: 12 anos  -  Duração: 90 min

Ingressos: R$ 40,00 / R$ 20,00 (meia)

 

 

Ensaio da Orquestra sinfônica de Campo Grande

de 9h as 13h ( segundas)

Oficinas de instrumentos musicais

das 13: 30 as 17:30 ( segundas)

Coro

de 18h as 21h  (segundas)

 

 


 

 

  MUSEU ANTÔNIO PARREIRAS                                                                       

  Rua Tiradentes, 47 - Ingá - Niterói

Tel.: (21) 2717-1000 / 2717-1414 / 2717-1720

  E-mail: map.apoio@gmail.com

 

 

Museu fechado para restauração. Biblioteca aberta a pesquisadores.

Atendimento com hora marcada.

 

Agendamento pelo telefone: 2717-1720

3ª a 6ª feira, das 10h às 17h - Sáb. e feriados, das 13h às 17h

 

 


 

  MUSEU CARMEN MIRANDA                                                                             

  Av. Rui Barbosa (em frente ao nº 560) - Flamengo - Tel.: (21) 2334-4293

E-mail: museucarmenmiranda@gmail.com  /  www.museusdoestado.rj.gov.br   

 

 

· EXPOSIÇÃO PERMANENTE

CARMEN MIRANDA

- Mostra de trajes de cena e sociais restaurados, além de turbantes, sapatos plataformas e reproduções fotográficas da trajetória artística da cantora.

 

 

· EXPOSIÇÃO TEMPORÁRIA

DOIS COMPOSITORES DE CARMEN - CEM ANOS DE ASSIS VALENTE E SYNVAL SILVA

Nesta exposição, tendo como cenário o Rio de Janeiro da década de 30, apresentamos os artistas Assis Valente e Synval Silva, compositores oriundos de uma geração de compositores e letristas da época, que retrataram, através de suas composições, a alma da cidade, a malandragem dos morros e a sabedoria dos subúrbios. Ambos, com letras eternizadas pela incomparável voz e interpretação de Carmen Miranda, marcaram as suas carreiras com sucessos inestimáveis para a Pequena Notável.

Horários de Funcionamento: Terça à sexta: 10h às 17h
Sábado, domingo e feriados: 13h às 17h

 

 

OFICINAS EXTRAMUROS

 

Relatos, a confecção de um livro de memórias.

Oficina realizada todas às quartas feiras na Associação dos Empregados do Comércio, localizado na Avenida Rio Branco, destinada a 20 idosos do CRAS Ismênia de Lima Martins.

Horário: 09:30h

 

No Turbante da Carmen Tem o Que?

Oficina realizada todas às quintas feiras no Instituto Fernandes Figueira. O público alvo

são as crianças que se encontram internadas em hospital.

Horário: 13: 30h

 

 

Funcionamento: de terça a sexta das 11h às 17h

Sábado e domingo e feriados das 13h às 17h

Entrada franca

 

 


 

 

  MUSEU DE HISTÓRIA E ARTES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - INGÁ         

  Rua Presidente Pedreira, 78 - Ingá - Niterói

  Tels.: (21) 2717-2903 (Direção) / 2717-2919 (Administração) / 2717-2790 (Reserva Técnica) / 2717-2893 (Bilbioteca e Portaria)

  www.museusdoestado.rj.gov.br

 

· EXPOSIÇÃO PERMANENTE

Arte Moderna Brasileira nas coleções do Museu. Obras de diversos artistas como - Volpi, Guinard, Iberê Camargo, Oswaldo Goeldi, Cícero Dias, Lassar Segall, Cândido Portinari, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, entre outros. A mostra divide-se em três agrupamentos: 1ª - Entre a Academia e o Modernismo, 2ª - Heranças do Modernismo e 3ª - Em torno da Abstração.

 

· EXPOSIÇÃO PERMANENTE

Primeiros Gestos: alguns estudos de arte brasileira

Trata de um tema plural e estimulante: o processo de construção da obra de arte. Com curadoria de Claudio Valério Teixeira e Dôra Silveira, a exposição pretende revelar um pouco do exercício plástico contido nos estudos que antecedem a obra de arte pronta. São esboços, croquis, esquisses, manchas, experiências realizadas com a intenção de tomar notas, de apurar uma técnica, de desenvolver a percepção visual ou o espírito de síntese.

Integram a mostra obras dos artistas Antonio Parreiras, Eliseu Visconti, Hilda e Quirino Campofiorito, Lucilio de Albuquerque, Cândido Portinari, José Pancetti e Iberê Camargo, entre outros.

São trabalhos constantes do acervo do Museu do Ingá, do Museu Antonio Parreiras e do Museu dos Teatros, - instituições pertencentes ao Governo do Estado do Rio de Janeiro - ; da coleção Hilda e Quirino Campofiorito e do Museu de Arte Contemporânea; e da Fundação de Artes de Niterói/ Prefeitura de Niterói.

 

 

· EXPOSIÇÃO TEMPORÁRIA

 

NILO PEÇANHA E A CAMPANHA DA REAÇÃO REPUBLICANA

Mostra de fotografias, documentos e objetos da Campanha liderada por Nilo Peçanha em 1921, contra o candidato à presidência da República apoiado por Minas Gerais e São Paulo. A Reação Republicana representou, de forma consistente, mais uma contestação à dinâmica político-eleitoral que dominava a República desde o final do século XIX. 

 

Exposições de Longa Duração: O Palácio do Ingá

Exposição do acervo histórico, constituído por mobiliário, pinacoteca, porcelanas e cristais, que remetem à época do Palácio Nilo Peçanha, sede da governadoria fluminense (1904 a 1975). 

 

Entrada é franca

 

 

BIBLIOTECA

Consta de cerca de 3.000 volumes de História da Arte, Folclore, História do Brasil e do Estado do Rio de Janeiro.

 

CURSOS

 

· OFICINA DE GRAVURA (BÁSICO)
Terças e quintas, das 10h às 16h - Coordenação: Ricardo Queiroz

 

· OFICINA DE ESCULTURA
Terças e quintas, das 10h às 16h - Coordenação: Carlos Van Der Ley

 

· OFICINA DE PINTURA 
Quartas e quintas, das 10h às 16h - Coordenação:Fernando Borges

 

· OFICINA DE PAPEL ARTESANAL
Quartas e sextas, das 17h às 20h - Coordenação: Janete Loredo de Sá

 

· OFICINA DE CERÂMICA

Terças e quintas, das 11h às 17h - Coordenação: Rosita Rocha

 

3ª a 6ª feira, das 11h às 17h - Sáb., dom. e feriados, das 13h às 17h

Visita guiada - agendar pelo tel.:  2717 2919

 

 


 

  MUSEU DO PRIMEIRO REINADO - Solar da Marquesa de Santos                                                                          

  Av. Pedro II, 293 - Bairro Imperial de São Cristóvão - Tel.: (21) 2332-4512 (direção), 2332-4513 e 2332-4514

E-mail: museologia.mir@gmail.com

O Museu encontra-se fechado para obras.

 


 

 

  CASA DE CULTURA LAURA ALVIM                                                 

  Av. Vieira Souto, 176 - Ipanema

  Tel.: (21) 2332-2016 (recepção) / 2332-2040 e 2332-2042 

 

 

MUSEU DE LAURA

Exposição de móveis e objetos que pertenceram a Laura Alvim 

Com a recuperação dos móveis, objetos, estátuas, esculturas e retratos, podemos reviver o cenário do século XX e conhecer um pedaço da história da família Alvim. O seu objetivo consiste em homenagear seu pai, Álvaro Alvim, que deixou grande contribuição para a medicina, e seu avô Ângelo Agostini, que apoiava causas abolicionistas e as retratava por meio de charges. 

De 3ª a Dom., das 15h às 20h

ENTRADA FRANCA

 

 

CURSOS E WORKSHOPS

 

INTERPRETAÇÃO PARA ATOR PROFISSIONAL

Daniel Herz

2ª e 4ª - de 13:30 às 16:30h

Mensalidade: R$ 430,00

 

INTERPRETAÇÃO PARA INTERMEDIÁRIOS E INICIANTES

Daniel Herz

3ª - de 13:00 às 16:00h

Mensalidade: R$ 390,00

 

INTERPRETAÇÃO PARA INTERMEDIÁRIOS E PROFISSIONAIS

Daniel Herz

5ª - de 18:30 às 21:30h

Mensalidade: R$ 390,00

 

OFICINA PARA ATORES INTERMEDIÁRIOS

Susanna Kruger

2ª - de 19:00 às 22:00h

Mensalidade: R# 300,00

 

OFICINA DE TEATRO PARA INICIANTES

Susanna Kruger

3ª - de 19:00 às 22:00h

Mensalidade: R$ 300,00

 

TEATRO PARA CRIANÇAS

Maria Rita Resende

4ª - de 17:00 às 18:30h

Mensalidade: R$180,00


CLÁSSICOS DO TEATRO

Mariozinho Telles

4ª - de 19:00 às 22:00h

6ª - de 19:00 às 22:00h

Mensalidade: R$ 250,00

 

O ATOR E ALMA

Hamilton de Oliveira

Sábado - de 17:30 às 21:30h

Mensalidade: R$ 200,00

 

OFICINA DE HISTÓRIA EM QUADRINHOS

Luiz Carlos dos Santos

6ª - de 14:30 às 17:00h

Mensalidade: R$ 120,00

 

PAPIER MARCHÈ

Lygia Torres

4ª - de 14:00 às 17:00h

Mensalidade: R$ 180,00

 

PINTURA ÓLEO SOBRE TELA

Léa Ventania

4ª - de 9:00 às 12:00h

5ª - de 14 às 16:30h

Mensalidade: R$ 180,00


OFICINA LIVRE DE TEATRO PARA NÃO ATORES

Glória Portella

sábados de 14:30 às 17h

Mensalidade: R$ 200,00

CURSOS DE TEATRO CORPORAL

Alain Alberganti

6ª de 13 às 16h

Mensalidade: R$ 300,00

 

 


  CASA DE EUCLIDES DA CUNHA                                                             

  Rua Maria Zulmira Torres, s/nº - Cantagalo - Tel.: (22) 2555-4251

www.museusdoestado.rj.gov.br   

· Exposição Permanente

Objetos pessoais, recortes de jornais da época, cópias de documentos, quadros à óleo sobre tela, referentes ao escritor cantagalense Euclides da Cunha.

 

 


 

  CASA DE OLIVEIRA VIANNA                                                                                             

  Alameda São Boaventura, 41 - Ponto Cem Réis - Fonseca - Niterói - Tel.: 3601-8220  

www.museusdoestado.rj.gov.br  / cov@cultura.rj.gov.br

Exposição Permanente

"Acervo de Oliveira Vianna" - livros, móveis, louça de porcelana inglesa, talheres de prata, xícaras de porcelana alemã, medalhas, condecorações e objetos de uso pessoal do escritor e sociólogo.

 

 

BIBLIOTECA

Especializada em Sociologia e Direito

- Infantil: desenho, pintura, leitura e atividades lúdicas

 

 


 

 

  SALA CECÍLIA MEIRELES                                                          

  Rua da Lapa, 47 - Lapa - Tel.: (21) 2332-9223 e 2332-9224

 

 

 

  ESCOLA DE MÚSICA VILLA-LOBOS                                                   

  Rua Ramalho Ortigão, 9 - Centro - Tels.: 2332-9159 e 2332-9168

  E-mail: escola@villa-lobos.org.br                                              

 

CURSOS

1) Curso de Educação Profissional de Nível Básico

Regime livre

Conveniada com a AMAVILLA (Associação de Músicos, Docentes e Amigos da Escola de Música Villa-Lobos)

Aberto a jovens (de 13 a 18 anos) - Turnos matutino e vespertino

Adultos (a partir de 19 anos) - Período noturno.

Módulo 1 – carga horária de 168 horas e duração de um ano.

Módulo 2 – carga horária de 248 horas e duração de dois anos.

Inscrições - abertas a cada semestre durante os meses de novembro/dezembro e maio/junho.

2) Musicalização Infanto-Juvenil - Curso de Formação Inicial

Para crianças a partir dos sete anos de idade, em regime livre

Conveniada com a AMAVILLA.

Duração total de até 6 anos

Nível A – Crianças de 8 a 10 anos

Nível B – Crianças de 10 a 12 anos

Inscrições - abertas a cada semestre durante os meses de novembro/dezembro.

 

3) Curso de Educação Profissional de Nível Técnico

Oferecido pela Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ

Regulamentado pelo Conselho Estadual de Educação e reconhecido em todo o território nacional

Áreas:

- Execução Musical (de acordo com o instrumento escolhido – órgão, oboé, flauta, clarineta, fagote, saxofone, trompa, trompete, trombone/tuba, piano, violão, guitarra elétrica, violino, viola, violoncelo, contrabaixo, baixo elétrico, canto, cavaquinho/bandolim, percussão)
- Regência de Conjuntos (vocal ou instrumental)
- Arranjos Musicais
- Editoração de Partituras e Documentação Musical
- Sonorização

Ingresso por meio de provas de seleção que acontecem anualmente nos meses de dezembro e janeiro

 

Oficinas Musicais para a Terceira Idade

Vagas limitadas – manhã e tarde

Conveniada com a AMAVILLA

 

Maiores informações - (21) 2299-2143 / 2221-7879

Email: escola@villa-lobos.org.br