A dramaturgia moderna de “Pressa” no Teatro Glaucio Gill

Drama

Peça inédita do autor e ator paulistano Octávio Martins, com uma dramaturgia moderna, provocadora, não linear, fragmentada e bastante dinâmica com cenas curtas e entrecortadas, que focam personagens marcados pela brutalidade e achatamento e que determinam suas ações, mantendo-os aprisionados na lógica absurda do imediatismo alienante que encobre a amoralidade, a corrupção e a falta de escrúpulos nas relações e nos discursos da vida cotidiana.

O texto aborda relações pessoais afetadas pela urgência. São quatro histórias com 11 personagens, que têm suas trajetórias cruzadas por questões que demandam uma solução de curto prazo. Por trás da lógica absurda do imediatismo alienante, está a amoralidade, a corrupção a falta de escrúpulos, a brutalidade e a perversão nas palavras e nos atos.

 

Elenco Quando Ingressos Endereço