Fotos de Julio Bittencourt feitas no Piscinão de Ramos reabrem Galeria Laura Alvim

Exposição

A exposição do fotógrafo paulista Julio Bittencourt, com curadoria de Isabel Amado, reúne 15 fotografias (110cm x 165cm e 67cm x 100cm) em pigmento mineral sobre papel de algodão, e dois adesivos sobre o vidro.

Para esta série, Julio depositou seu olhar sobre os frequentadores do Piscinão de Ramos ao longo de quatro verões, em 2008, 2009 e 2010. Para facilitar o trabalho e intensificar a sua relação com o lugar, Bittencourt alugou uma casa no bairro.

"Mesmo sendo uma piscina artificial, as pessoas desfrutam a simplicidade da vida", explica o fotógrafo, que ficou interessado em registrar o cotidiano do lugar quando soube de sua criação, em 2001. “Fiquei instigado em fotografar no piscinão por ser um espaço inusitado que, além de servir como área de lazer não só para a população do entorno, também convive com problemas como a violência e a poluição”, afirma.

Com texto de parede assinado por Joaquim Ferreira dos Santos, a exposição apresenta uma narrativa que vai além das imagens e dos instantes de registro. Nas peças de intensidade sensorial o sol, o calor e o suor têm uma presença ultrarrealista. As fotografias revelam a presença do artista, que não persegue instantâneos. Bittencourt apresenta imagens elaboradas através de pesquisa e experimentação.

Elenco Quando Ingressos Endereço