Continua com “Perdoa-me Por Me Traíres” mostra de 35 anos da CAL no Teatro Glaucio Gill

Mostra

Nova montagem de "Perdoa-me Por Me Traíres", clássico de Nelson Rodrigues, dá continuidade à mostra no Teatro Glaucio Gill  em comemoração dos 35 anos da CAL.

Única diretora a fazer parte de uma das sete montagens da mostra, Inez Viana fez parte da terceira turma a se formar na Casa das Artes de Laranjeiras e completa 30 anos de carreira em 2017. “Além da brilhante dramaturgia, e dele ser, ainda hoje, um autor polêmico e controverso, escolhi este texto específico, porque Nelson Rodrigues trata de assuntos que estão atualíssimos, como aborto, misoginia, prostituição e imunidade parlamentar”, explica a diretora.

Priorizando sempre o ator e o texto em suas montagens, Inez Vianna prefere usar o palco quase nu, com pouquíssimos elementos, permeado por uma dramática iluminação e um cenário bastante simbólico. “E além dos atores dobrarem os papéis principais, em determinado momento da peça 8 atrizes viram a protagonista Glorinha”, revela Inez.

Na peça, Glorinha, uma menina de 15 anos, sempre achou que sua mãe Judite tinha cometido suicídio, e que seu pai, Gilberto, enlouqueceu por conta disso. Foi então criada por tio Raul, que, quando descobre que ela esteve em um bordel, decide finalmente contar-lhe toda verdade sobre a história de seus pais.

Elenco Quando Ingressos Endereço