Ana Hupe prepara na CASA RIO exposição para maio

 

Ana Hupe, carioca que vive entre Rio de Janeiro e Berlim, está trabalhando até 6 de maio na CASA RIO, residência para artistas e produtores culturais aberta pela Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro / FUNARJ, com o apoio da Queen Mary University of London e gestão da People’s Palace Projects do Brasil.

Ela está preparando uma exposição individual para o CCBB do Rio de Janeiro, com inauguração marcada para 16 de maio de 2016. A mostra abordará práticas de descolonização, tocando na questão do racismo e do afrofuturismo. Os trabalhos serão realizados em vídeo (docu-ficção), fotografias e instalações “escultóricas” que propõem modos experimentais de leitura – dispositivos que serão construídos durante a residência na Casa.

Ex-integrante do coletivo Opavivará, Ana já expôs na Argentina, na África do Suil, em Portugal e na Alemanha.

Ana descreve a mostra, chamada Leituras para mover o centro, como “um território construído por práticas e teorias descolonizadoras. Com rainhas negras, viagens siderais e rodas de leitura, a exposição deseja deslocar o centro experimentando novos modos de ler. Ler com o corpo imigrante e nômade; ler pedaços de paisagem; ler imagens”.

Segundo a artista, “haverá uma série de retratos de mulheres negras imigrantes vivendo na Alemanha e no Rio de Janeiro, vindas de diversos países da África e do Haiti, com livros descolonizadores, que ajudam a olharmos o mundo com nossos próprios olhos”.

Além dos retratos, um vídeo e diversos dispositivos experimentais de leitura vão compor o ambiente da exposição, espécies de bibliotecas nômades de alumínio, que poderão ser vestidas pelos visitantes, como uma mochila-estante cheia de livros. A cada fim de semana da exposição, uma escritora será convidada a ativar o espaço lendo seus próprios textos. Conceição Evaristo e Juila Wähmann são duas confirmadas.

Os livros expostos foram doados pela editora Pallas, especializada em literatura afro-brasileira.

O portofólio da artista pode ser visualizado  aqui e a apresentação do trabalho da exposição está aqui.