Orquestra Sinfonia Brasil homenageia o choro na Sala Cecília Meireles

Música

Neste concerto, além de Radamés Gnattali, a Sinfonia Brasil homenageia uma lenda do Choro no Brasil, o multiinstrumentista Joel Nascimento, que completa 80 anos em outubro de 2017.

Criada em 2003 sob a chancela da Associação Música & Cena Brasil, a Orquestra Sinfonia Brasil tem como objetivo principal a divulgação da Música de Concerto escrita para Orquestra de Cordas e Solistas especializando-se em apresentar e gravar obras do repertório orquestral de compositores nacionais. A preservação da memória musical brasileira é preocupação fundamental da orquestra.

O Maestro e flautista Norton Morozowicz, atualmente Regente e Diretor Artístico da Orquestra Sinfonia Brasil, tem dirigido as principais Orquestras do país, como a Sinfônica Brasileira, Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Sinfônicas Municipal e Estadual de São Paulo, Sinfônica Nacional da UFF, Sinfônicas da USP, do Paraná, Porto Alegre, Brasília e Goiás. Foi Professor Titular da Escola de Música da UFG. Criou o Festival de Música de Londrina; idealizou e dirigiu os Festivais de Música de Câmara de Blumenau. Fundou a Orquestra de Câmara de Blumenau, referência nacional e internacional de música de qualidade. Com mais de trinta discos gravados, vem prestando significativa contribuição para a Música de seu País, por estrear, apresentar e gravar quer como Regente, Solista ou Camerista, obras significativas de compositores brasileiros de todas as épocas.

Elenco: Orquestra Sinfonia Brasil. Norton Morozowicz, regência e direção José Staneck, harmônica. Marcos Nimrichter, acordeon. Joel Nascimento, bandolim. Convidados: Henrique Cazes, cavaquinho. Beto Cazes, percussão. Glauber Seixas, violão

Dias da semana: Sábado

Elenco Quando Ingressos Endereço