Orquestra Sinfônica Cesgranrio apresenta na Sala Cecília Meireles obra inspirada na cultura indígena venezuelana

Música

Neste concerto a OSC apresenta um repertório especial com obras de caráter indígena de Villa-Lobos e Beatriz Lockhart, além da suíte "Pássaro de Fogo", de Stravinsky.

A Orquestra Sinfônica Cesgranrio e o maestro Eder Paolozzi apresentam na Sala Cecília Meireles – pela primeira vez no Brasil – a obra Masiá Mujú, da compositora uruguaia Beatriz Lockhart. Trata-se de um concerto para flauta e orquestra inspirado nas melodias da cultura indígena venezuelana. A solista será a flautista Sofia Ceccato, que recentemente estreou a obra em Montevidéu. O repertório também inclui a obra “Uirapuru” (1917) de Heitor Villa-Lobos, que retrata o ambiente da floresta e os seus habitantes: os índios. A terceira obra selecionada pelo maestro Eder Paolozzi para este programa é a suíte do “Pássaro de Fogo”, de Igor Stravinsky, em sua versão de 1919.

O concerto contará ainda com a participação do índio Anuiá Amaru, que executará obras de sua autoria em uma flauta construída por ele mesmo e trará algumas explicações ao público acerca da música indígena.

Elenco: Orquestra Sinfônica Cesgranrio. Sofia Ceccato, flauta. Eder Paolozzi, regência. Abertura com o flautista convidado Anuiá Amarü (etnia Yawalapti – Alto Xingu)

Dias da semana: Domingo

Elenco Quando Ingressos Endereço