Orquestra Sinfônica e Coro Infantil da UFRJ, mais solistas, apresentam-se na Sala Cecília Meireles

Música

No programa, obras de Alceo Bocchino, Edino Krieger, Mário Tavares, Heitor Villa-Lobos e Ronaldo Miranda.

Norton Morozowicz foi o titular da Orquestra de Câmara de Blumenau e da Orquestra da Universidade Estadual de Londrina. Foi o criador e diretor artístico do Festival de Música de Londrina e idealizador dos Festivais de Música de Câmara de Blumenau. Foi professor da Universidade Federal de Goiás e é atualmente o regente da Orquestra Sinfonia Brasil e titular da Cadeira 24 da Academia Brasileira de Música.

Eduardo Monteiro estudou nos Seminários de Música Pró-Arte do Rio de Janeiro. Na Escola de Música da UFRJ, concluiu o bacharelado na classe do professor Celso Woltzenlogel. Como bolsista do DAAD, estudou na Escola Superior de Música de Stuttgart, Alemanha, na classe de Klaus Schochow. Eduardo Monteiro atua também como engenheiro de gravação e produtor fonográfico, atividade na qual foi agraciado com o Prêmio Sharp em 1998. É professor de flauta da Escola de Música da UFRJ.

Inácio de Nonno estudou com Santino Parpinelli (violino) e Leda Coelho de Freitas (canto) na Escola de Música da UFRJ, onde concluiu também o Mestrado. Aperfeiçoou-se posteriormente com Paulo Prochet e Franco Iglesias. É Doutor em Música pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Presença constante nas temporadas líricas das principais cidades brasileiras, em seu repertório constam inúmeras primeiras audições mundiais de obras especificamente para ele escritas. É professor de canto da Escola de Música da UFRJ e membro da Academia Brasileira de Música.

Maria Gerk participou do Festival Amazonas de Ópera de 2008 como a jovem Maria Antonieta na ópera “Ça Ira”, de Roger Waters, sob regência do maestro Luiz Malheiro, além de musicais nos teatros Dulcina e Municipal de Niteroi. Atualmente é formanda do Bacharelado em Canto da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na classe do professor Marcelo Coutinho. Ao longo de sua graduação, participou das óperas Viva la Mamma de Donizetti e O Menino Maluquinho de Calimério Soares.

Homero Velho começou a estudar canto com 18 anos na Universidade Estadual Paulista (UNESP). Aos 20 anos ganhou uma bolsa de estudos integral da Indiana University School of Music em Bloomington, EUA, onde concluiu o bacharelado e o mestrado em canto lírico. Em 1999 foi escolhido como artista residente da National Opera Company. Um dos artistas mais requisitados da cena lírica latino-americana, participa regularmente das temporadas dos teatros do Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Buenos Aires, Montevideo, Bogotá e dos festivais Amazonas de Ópera e do Teatro da Paz, em Belém.

Criado pela maestrina Maria José Chevitarese em 1989, o Coral Infantil da Universidade Federal do Rio de Janeiro é hoje um grupo consolidado. Realizou mais de 500 apresentações, já tendo se apresentado junto às principais orquestras brasileiras sob a regência de renomados maestros como Isaac Isaac Karabtchevsky, Henrique Morelenbaum, Roberto Duarte, Jamil Maluf e Roberto Minczuk, entre outros.

Elenco: Orquestra Sinfônica da UFRJ. Norton Morozowicz, regência. Eduardo Monteiro, flauta. Aloysio Fagerlande, fagote. Inácio De Nonno, barítono. Maria Gerk, soprano. Homero Velho, barítono. Coro Infantil da UFRJ (direção de Maria José Chevitarese)

Dias da semana: Quinta

Elenco Quando Ingressos Endereço