Trio Portinho, Grumser e Fróes leva seu jazz ao Espaço Guiomar Novaes

Música

O encontro desses três músicos era improvável. Separados por uma geração inteira, Raphael Grumser, guitarrista, com 24 anos, e Lipe Portinho, contrabaixista/arranjador, com 51, se encontraram por acaso numa canja na noite carioca, em 2017. O maestro com, à época, 49 anos de carreira, parou para aplaudir o virtuosismo inteligente e elegante do jovem guitarrista e nunca mais o perdeu de vista.

O reconhecimento mútuo revelou os mesmos ídolos e o apreço pelo tipo de sonoridade jazzística da música brasileira nos anos de 1960/70. Em 2018, gravaram um CD com a cantora Estoniana Pille-Rite Rei só de composições originais e aí começou a parceria que desaguou no Duo Portinho Grumser e, depois, no Trio, com o baterista Andre Fróes, a formação que exige mais proficiência na música, o grande desafio, e que se revelou um grande prazer.

Com composições originais em gêneros brasileiros, também com um Piazzolla e standards de jazz, a sonoridade do trio pode ser traduzida na frase de  Paul McCartney: “Eu sinto como os anos 1960 estivessem para acontecer, eu sinto como um período no futuro para mim, muito mais que um período do passado”.

Elenco: Lipe Portinho, contrabaixo. Raphael Grumser, guitarra. Andre Fróes, bateria e percussão

Dias da semana: Quarta

Elenco Quando Ingressos Endereço